Mostrando postagens com marcador Ocultismo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Ocultismo. Mostrar todas as postagens
666-Numerologia Entenda o significado

666-Numerologia Entenda o significado




"Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é número de um homem, e o número é seiscentos e sessenta e seis." [Apocalipse 13:18]

Hoje, estaremos seguindo a ordem de Jesus nessa passagem, pois veremos como os ocultistas treinados calculam seus números. Antes de iniciarmos, seria bom você ter uma caneta e uma folha de papel para fazer algumas anotações. Escreva os meses como números literais. Por exemplo, abril deve ser escrito como 4.

Estaremos utilizando três livros ocultistas neste estudo: The Occult Power of Numbers, de W. Wescott; The Secret of the Illuminati, de Elizabeth Van Buren; e Magic Symbols, de Frederick Goodman.

Entenda numerologia 

Em agosto de 1990, o presidente norte-americano George Bush condenou a invasão do Kuwait pelo Iraque, declarando solenemente, "Esta invasão ameaça a Nova Ordem Mundial". Foi uma revelação chocante, porque esse termo permanecia secreto desde 1776. Podemos agora concluir que o Plano para implementar a Nova Ordem Mundial deve estar perto de ser cumprido, pois seus líderes começaram a anunciá-lo publicamente. Naquele ponto, em agosto de 1990, o mundo estava no limiar da Nova Ordem Mundial. Quanto tempo falta para o mundo realmente entrar por esta porta? Para entender essa questão crítica, precisamos compreender como o ocultista crê e pensa no que se refere à implementação real de um Plano. Sempre que um ocultista contempla uma ação, procura determinar com exatidão o tempo mais propício e vantajoso. Ele consultará seu astrólogo, as cartas do Tarô, e várias formas de adivinhação. Ele acredita literalmente que o sucesso ou a falha de um Plano depende tanto do momento correto da implementação quanto de qualquer outro fator. Esse processo chama-se "adivinhação". Um ocultista torna-se bem previsível depois que você compreende seus padrões de raciocínio e a estrutura da sua crença.

Um dos nossos objetivos hoje é compreender como um ocultista pensa quando está contemplando qualquer ação determinada. Discutiremos então os objetivos ocultistas originais que os Mestres dos Illuminati e os pais fundadores compartilharam para os EUA. Vamos iniciar com as crenças de adivinhação dos ocultistas.

A adivinhação é defina no Novo Dicionário Aurélio como "Interpretação de eventos passados, presentes ou futuros, segundo um conjunto culturalmente codificado de meios e técnicas postos em operação pelo adivinho." Como dissemos anteriormente, nenhum ocultista tentará alguma ação importante sem primeiro determinar o tempo mais auspicioso para realizar a ação. Esse esforço para determinar o tempo correto para uma ação é cumprido em dias e horários precisos. Um bom exemplo é o suicídio de Adolf Hitler. Hitler escolheu a data 30 de abril de 1945 para seu suicídio, porque era o primeiro dos dias sagrados na primavera pagã [no hemisfério norte]; escolheu 3:30 da tarde porque, de acordo com a doutrina ocultista, essa combinação de três apresentava para ele o horário mais conveniente de partir desta vida e reingressar no ciclo de reencarnação. Observe o triplo três que está presente aqui. 30 de abril contém o primeiro três; 3 horas da tarde contém o segundo três, e 30 minutos contém o três final. Hitler estava envolvido em um típico comportamento ocultista, escolhendo o horário da sua morte de uma maneira bem precisa e numérica.

Por que os ocultistas fazem isso? Todos eles adoram a natureza e partes da natureza, em vez de adorarem ao Criador. O apóstolo Paulo diz essa verdade em Romanos 1:25. Os ocultistas não somente adoram as coisas criadas, mas adoram aos deuses das forças, em cumprimento direto da profecia de Daniel 11:38. Assim, adoram o conhecimento científico, especialmente a matemática; acreditam que certos números possuem poderes mágicos; até que maior poder pode ser liberado quando esses números sagrados são usados em uma determinada combinação. Um autor ocultista, Wescott, diz: "Os números são uma chave para as antigas visões da cosmogonia (referente à criação do universo)... espiritualmente e fisicamente... todos os sistemas de misticismo religioso baseiam-se em números." [pág. 15] Além disso, os ocultistas acreditam que "nos números estejam depositados os segredos do universo" [Van Buren, pág. 42] Os números são literalmente adorados.

Vamos iniciar com um rápido estudo dos seis números que os ocultistas consideram sagrados, e que possuem grande poder individualmente e maior poder ainda quando usados em combinação. Essa crença de combinar números envolve dois exercícios. Primeiro, os ocultistas simplesmente agrupam os números sagrados para criar um novo conjunto de números poderosos.

Toda essa atividade cumpre dois propósitos. Primeiro, grande poder é supostamente liberado quando um ocultista utiliza os números sagrados corretos ao realizar sua ação planejada. Em segundo lugar, quando um novo número é criado ou por multiplicação, adição, ou simplesmente agrupando-se números sagrados, esse novo número torna-se um número ocultista, que informa ao ocultista iniciado o que está acontecendo, e ao mesmo tempo oculta as informações dos não-iniciados.

1. Três (3) é o primeiro número sagrado, o primeiro número perfeito [Wescott, 41]. Três representa a Trindade Pagã [Wescott, pág. 37] Ele é representado geometricamente no triângulo, e espiritualmente como o Terceiro Olho do hinduísmo. Os ocultistas multiplicam e adicionam três aos outros números sagrados para criar novos números. Entretanto, também agrupam três em grupos de dois ou de três, pois acreditam no princípio da "intensificação", isto é, que grande poder é obtido quando um número sagrado é agrupado. No caso do três, uma maior intensificação é obtida quando ele é mostrado como 33 ou 333. Quando Hitler cometeu suicídio, organizou os detalhes do horário de modo a criar um três triplicado (333). Você pode ver como 333 formou a estrutura para essa ocasião da mais alta importância? Logicamente, 333 + 333 = 666. Os ocultistas usam 333 como um símbolo oculto pelo qual apresentam o número mais ofensivo 666. Quando os detalhes de um evento são assim organizados, de forma a conter certos números ocultistas sagrados ou combinações numéricas, essa é literalmente a assinatura ocultista de um evento. Somente os ocultistas reconhecerão essa assinatura.

Finalmente, os três são organizados para representar 666 quando são mostrados em pares. Matematicamente, 666 pode ser criado quando três pares de três são somados. Assim (3+3) + (3+3) + (3+3). Agora, elimine os parênteses e os sinais de mais, e terá 33 espaço 33 espaço 33, representando o número 666. Lembre-se desse fato, pois assumirá proporções gigantescas em instantes.

2. Seis (6) é o próximo número sagrado, representando o número da alma do homem [Wescot, pág. 66]. Isso mostra o poder onipotente de Deus, pois essa crença é paralela à passagem em Apocalipse 13:18, em que Deus atribui 666 ao homem e ao homem do pecado final, a Besta. Seis também é considerado como "todo-suficiente". Isso também está em paralelo com o ensino bíblico, que diz que o grande pecado do homem é o orgulho de si mesmo.

Se o algarismo seis individualmente é considerado poderoso, então assim também o agrupamento dele como 66 ou 666. Entretanto, os ocultistas também pegam 666 e multiplicam os três números, obtendo 216. Wescott explica, "De acordo com os pitagóricos, após um período de 216 anos... todas as coisas são regeneradas", incluindo o homem. A alma de cada pessoa seria regenerada, ou renascida precisamente 216 anos após sua morte. Lembre-se desse valor, pois os ocultistas atribuem muitas das mesmas características dos indivíduos às nações.

3. Sete (7) é um número sagrado. Van Buren chama o sete de "um dos mais sagrados de todos os números... o Centro Invisível, o Espírito de tudo" [pág. 39]. Acredita-se que o sete literalmente governe todos os aspectos do universo, a partir do próprio corpo do homem, para os corpos do universo, e para as questões espirituais. Como a multiplicação de sete cria um número sagrado ainda mais poderoso, não devemos estar surpresos que 3x7, ou 21, seja considerado um número poderosíssimo.

Assim, quando Adam Weishaupt formou os Mestres dos Illuminati, escolheu o dia do evento organizando os números de uma maneira que formasse números poderosos. Ele escolheu Primeiro de Maio, porque maio é o quinto (5) mês, somado com o primeiro dia, é igual a seis. Weishaupt escolheu 1776 porque os quatro algarismos somados dão 21 (1+7+7+6). Além disso, 6+21=27, outro número de poder porque é formado pela multiplicação de 3x9. Essa data foi escolhida com muito cuidado por Weishaupt; ele acreditava que o Plano estaria condenado ao fracasso se não fosse executado em um dia numericamente auspicioso.

4. Nove (9) é sagrado porque é o "primeiro cubo de um número ímpar (3)" [Van Buren, págs. 40-41]. Nove também contém muitas propriedades matemáticas singulares, mas o tempo não nos permitirá examiná-las aqui.

Espiritualmente, nove é o número da "morte para si mesmo para renascer em Espírito" [pág. 41]. Essa é uma falsificação satânica para o novo nascimento.

Finalmente, o nove triplicado (999) é utilizado para representar 666, pois é simplesmente a inversão de 666.

5. Onze (11) é um número sagrado, embora represente "... tudo o que é pecaminoso, prejudicial e imperfeito" [Wescott, pág. 100]. Quando onze é multiplicado pelo número perfeito 3, produz 33, um número de tremenda importância no ocultismo. Em 1933, Adolf Hitler e o presidente norte-americano Franklin D. Roosevelt chegaram ao poder. Ambos estavam comprometidos com o estabelecimento da Nova Ordem Mundial, e suas ações tiveram um grande impacto na humanidade. Foi também em 1933 que ocorreu a publicação do Primeiro Manifesto Humanista. Você vê como Satanás manipulou a história mundial para produzir três eventos da Nova Ordem Mundial em 1933? Assim, um 333 poderoso serviu como estrutura para eventos mundiais naquele ano.

6. Treze (13) é considerado sagrado porque é formado pela adição do seis (o número da alma do homem) com sete (um dos números perfeitos) Entretanto, 13 é o número que Deus atribuiu a Satanás. Mencionei anteriormente que os Dias Sagrados na primavera pagã são 30 de abril e primeiro de maio. Agora, some os números que formam essas datas (3+4=7; 5+1=6; quando você soma seis com sete, obtém treze, o número de Satanás).

Também não foi acidente que Hitler escolhesse o ano 1939 para iniciar a Segunda Guerra Mundial, porque 39 é formado pela multiplicação de 13x3. Assim, você pode ver como a história humana tem sido moldada pela crença ocultista no poder dos números. Existem muitos exemplos que requereriam o tempo e os recursos disponíveis em um seminário para explorá-los em profundidade. Entretanto, quero examinar o efeito na história que a crença no poder do número 21 produziu. Relacionarei esses anos no século XX em que a adição dos números é igual a 21, e veremos como a história tem sido moldada.

Acontecimentos

1929 — A Bolsa de Valores de Nova York foi propositadamente levada ao colapso em uma terça-feira (o terceiro dia da semana), em 24 de outubro, produzindo algumas das maiores mudanças sociais em um curto espaço de tempo. A Grande Depressão certamente avançou a causa da Nova Ordem Mundial. Antes da Depressão, as pessoas confiavam grandemente na Iniciativa Privada e em sua própria iniciativa privada especificamente. Elas também queriam a mínima interferência governamental quanto possível. Após a Depressão, essa atitude mudou dramaticamente. As pessoas passaram a desconfiar dos grandes negócios e a esperar que o governo federal resolvesse seus problemas e que fosse a rede de segurança que as protegesse da calamidade. Como a Nova Ordem Mundial está planejada para ser a maior e mais restritiva na história mundial, essa mudança nas atitudes foi crítica.

1938 — Hitler escolheu esse ano para iniciar seu Holocausto contra os judeus durante um reino de terror que começou em 9 de novembro, a chamada Kristallnacht. Interessantemente, 9 de novembro soma onze [9+1+1]. Após sete anos de assassinato em massa, 18 milhões de pessoas tinham morrido, incluindo 6 milhões de judeus. Esses seis milhões representavam dois terços da população judaica mundial na época. Os judeus também ficaram sob perseguição na Itália e na Áustria; até a Inglaterra voltou-se contra os judeus quando anunciou o adiamento da partição da Palestina, conforme previsto na Declaração de Balfour. Esse foi o ano em que o primeiro-ministro britânico Chamberlain apaziguou Hitler em Munique, fazendo-lhe concessões e definindo o cenário para a Segunda Guerra Mundial. Chamberlain anunciou que tinha obtido a "Paz no nosso tempo" [James Trager, The People's Chronology, pág. 936].

1947 — Dois grandes eventos ocorreram que avançaram poderosamente a Nova Ordem Mundial. O presidente Truman anunciou o gigantesco Plano Marshall para reconstruir a Europa e o Japão. Esse plano foi a primeira aplicação do conceito de "Redistribuição de Patrimônio" da Nova Ordem Mundial. Em seguida, o GATT [Acordo Geral Sobre Tarifas e Comércio] foi criado [Trager, pág. 998]. Desde então, os acordos firmados sob o GATT permitiram o estabelecimento da economia globalizada que vemos atualmente; no entanto, muitas pessoas ignoraram totalmente as ações do GATT.

1956 — Israel luta a segunda guerra para garantir sua sobrevivência. As tropas das Nações Unidas desembarcam no Oriente Médio para pôr fim à guerra árabe-israelense. Essa foi a segunda vez que a ONU recorreu à força para pôr fim a um conflito, estabelecendo melhor o precedente que a soberania de uma nação pode ser violada por decisão da ONU [Trager].

1965 — O presidente norte-americano Lyndon Johnson envolve os EUA em uma guerra de grande escala no Vietnã. Essa ação iniciou a maior transformação da sociedade norte-americana na história, conforme detalhamos em nossos Seminários [que podem ser adquiridos em fitas cassetes visitando-se o site The Cutting Edge] A guerra do Vietnã avançou grandemente a causa da Nova Ordem Mundial. O presidente Johnson também anunciou seu programa "A Grande Sociedade", que começou a injetar bilhões de dólares em projetos de bem-estar social. Esse programa foi a primeira aplicação doméstica da planejada "Redistribuição do Patrimônio" nos EUA.

1974 — Outro passo gigantesco ocorreu quando a ONU aprovou a "Carta dos Direitos e Deveres Econômicos". Essa carta codificou muitas das planejadas transformações econômicas e políticas que constituem a Nova Ordem Mundial.

1992 — Em 31 de dezembro de 1992, a Comunidade Econômica Européia foi oficialmente estabelecida, marcando um dos mais interessantes cumprimentos da profecia bíblica na história recente. A Europa Ocidental foi a primeira supernação estabelecida de acordo com o Plano da Nova Ordem Mundial, que prevê a reorganização do mundo em exatamente dez supernações econômicas. Essa reorganização foi completada em 1996 e cumpriu Daniel 2:41-43 e 7:7-8.

Aplicando esse conhecimento à história, você pode destrinçar um dos maiores mistérios históricos do século XX. Os historiadores sempre se perguntaram, confusos, por que os Aliados esperaram vários meses para invadir a Normandia, após todos os preparativos estarem prontos. Eles poderiam ter invadido antes naquele ano, mas aguardaram até 6 de junho de 1944 para invadir, e depois levaram a cabo a invasão embora o tempo tivesse virado e se tornado totalmente desfavorável, aparentemente requerendo o adiamento do ataque. O ditador soviético Stalin pediu que os Aliados atacassem a Normandia antes, pois estava perdendo milhares de soldados todos os dias.

Por que os Aliados deliberadamente esperaram até o dia 6 de junho para atacar? O significado ocultista dos números nos dá a resposta:
Junho é o sexto mês do ano, de modo que corresponde a: 6
O ataque foi realizado no sexto dia do mês: 6
Os algarismos do ano, 1944, somados dão: 18 (6+6+6)

Assim, a data da invasão deu aos líderes ocultistas dos EUA e da Grã-Bretanha dois conjuntos de números criticamente importantes, um 66 e um 666. Os ocultistas crêem que '6' seja o número do homem, '66' seja o número do governo máximo do homem, e que o Senhor '666', o Anticristo, encabeçará esse governo perfeito. A Segunda Guerra Mundial foi uma das três guerras mundiais que os ocultistas aprendem que serão necessárias para preparar o Anticristo [leia o artigo N1015, "O Plano Demoníaco de Albert Pike Para a Implantação da Nova Ordem Mundial"].

A invasão da Normandia foi o golpe fundamental dos Aliados que colocou posteriormente a Alemanha de joelhos. A data escolhida revelou a todos os ocultistas do mundo que aquela invasão estava sendo realizada em apoio a esse esforço de produzir o Anticristo. O resto da história você conhece.

Precisamos agora voltar para o início da história americana, e estudar o plano ocultista para os EUA. A maioria dos ocultistas compartilha a crença que um país avançado espiritualmente, chamado Atlântida, existiu aproximadamente 12.000 anos atrás. Os cidadãos desse país eram chamados de arianos; eles possuíam conhecimentos científicos e uma civilização avançada. Os cidadãos desse país também possuíam poderes mágicos. Os arianos eram conhecidos como a Quinta Raça-Raiz quando a Atlântida foi destruída. Os ocultistas crêem que uma nova Sexta Raça-Raiz está evoluindo e que uma nova Atlântida será criada. Pennick observa que essa nova Atlântida seria conhecida como Nova Ordem Mundial. [pág. 127].

Para expandir essa evolução "inevitável", os líderes ocultistas na Europa e na América do Norte, no fim do século XVIII, executaram o plano satânico original concebido na última década do século XVI pela rainha Elizabeth I e por Sir Francis Bacon, de estabelecer uma Nova Atlântida no Sétimo Continente da América do Norte. A autora Van Buren descreve esse objetivo claramente na página 143 de seu livro The Secret of the Illuminati, "Há um destino secreto e imutável planejado para a humanidade, que não é reconhecido nem imaginado em sonhos pelas massas. O continente norte-americano foi escolhido como a terra da comunidade democrática dos Estados... antes de Colombo chegar às praias do Novo Mundo." Os líderes ocultistas norte-americanos Washington, Jefferson e Franklin, planejaram estabelecer os EUA como uma Nova Atlântida. Eles esconderam esse plano de forma muito engenhosa, criando uma estrutura de números ocultistas dentro dos novos símbolos da nação. Somente os outros ocultistas reconheceriam a verdade.

A declaração de Independência foi proclamada quando existiam treze Estados. A bandeira pôde então ser confeccionada com treze estrelas e com treze faixas.

O Grande Selo dos EUA foi criado com muitos trezes ocultos.

A pirâmide é formada por treze níveis de pedras.
As palavras acima e abaixo da pirâmide, mais os numerais romanos no primeiro nível, contêm 39 caracteres, que é formado pela multiplicação dos números sagrados 3 e 13.
*

Da mesma forma, a águia contém trezes ocultos: 13 folhas nos ramos da oliveira e 13 setas.

Vamos agora examinar a data da Declaração de Independência americana, 4 de julho de 1776. Já demonstramos como 1776 soma 21. No entanto, 4 de julho também forma um número sagrado. Julho é o sétimo mês, que, quando somado ao quarto dia, é igual a onze.

Como os pais fundadores da nação americana planejavam a criação da Nova Atlântida, decidiram agendar a Declaração de Independência em relação ao primeiro Dia Sagrado na primavera pagã do hemisfério norte, em 30 de abril. Existem exatamente 66 dias entre 30 de abril e 4 de julho. O número 66 é um número sagrado importantíssimo por duas razões críticas:

1. É uma dupla intensificação do número sagrado seis;
2. É formado pela multiplicação dos dois números sagrados, seis e onze.

Sessenta e seis é também importante na contagem de Deus. O autor cristão E. W. Bullinger observa em seu livro, Number in Scripture, que o número 66 tem uma relação com a estátua do rei Nabucodonosor; essa estátua tinha 60 côvados de altura de 6 côvados de largura [Daniel 3:1]. Deus organizou esse evento de tal forma que o número 66 formava a estrutura da estátua. Bullinger conclui que os dois seis estejam conectados com o orgulho do homem de um "domínio absoluto". Esse significado é uma perfeita concordância com o estabelecimento da Nova Ordem Mundial; quando ela estiver estabelecida, representará a mais alta realização do homem em estabelecer o domínio absoluto na terra. Essa estátua também é um tipo da imagem final do Anticristo, diante da qual as pessoas de todo o mundo se encurvarão para adorar, outro paralelo perfeito com os planos da Nova Ordem Mundial.

A Nova Atlântida, os EUA, deveria ser uma democracia representativa esclarecida. Os EUA deveriam mostrar para o resto do mundo o caminho para a Nova Ordem Mundial final. Vamos agora permitir que a autora Van Buren descreva o cenário planejado para a Nova Atlântida. "O destino dos EUA era ser a Atlântida... Em todas as coisas existem ciclos de nascimento e de morte; o que foi, voltará a ser..."

Os pais fundadores da nação americana, liderados por Washington, Jefferson e Franklin, calcularam que poderiam estabelecer os EUA precisamente 66 dias após o início do feriado pagão, 30 de abril. A visão deles era que os EUA se tornassem a Nova Atlântida e liderasse o restante do mundo para a forma final de governo, a Nova Ordem Mundial. É por isso que a pirâmide do Grande Selo está incompleta; o sistema de Governo que eles estabeleceram não era a forma final prevista. No entanto, para o propósito deste estudo, você vê como eles planejaram o nascimento dos EUA com base em uma estrutura de números ocultistas? Qualquer ocultista treinado no mundo compreende esse significado ocultista, mas o não-treinado deixa-o passar totalmente desapercebido.

Isso nos traz a este ano na história mundial. Embora os EUA tenham sido estabelecidos como a Nova Atlântida, foram concebidos para durar somente um período especificado de tempo. Para simbolizar esse terrível plano final para os EUA, os pais fundadores da nação norte-americana escolheram secretamente a ave Fênix, dos mistérios satânicos egípcios, como símbolo nacional. Segundo a crença nesses mistérios, a Fênix vive por quinhentos anos e depois imola-se, seu corpo pega fogo e transforma-se em um montão de cinzas. No entanto, imediatamente, uma nova Fênix ressurge das cinzas. Os EUA foram estabelecidos em 1766, um ano que produziu um '21', para iniciar sua vida nacional, na conclusão da qual deve retornar às cinzas. A partir dessas cinzas, uma nova Fênix deverá surgir, produzindo uma forma final de governo, a Nova Ordem Mundial.

Veja como a autora Van Buren descreve esse cenário planejado, "Chegamos ao tempo em que muitos americanos, como novos atlantes, estão recebendo o chamado... O tempo é curto! Crie sua Arca e coloque nela, como semente para a época futura, tudo aquilo que for digno de um Novo Mundo!! Leve o sonho da Irmandade Entre os Homens, pois foi o seu país que tomou os primeiros passos em busca desse ideal... Não tema, pois das cinzas da Nova Atlântida surgirá, em muitas partes do mundo, um povo consciente da sua unidade com a Atlântida e com a América. Ele ajudará a criar uma democracia de Estados mundiais sob um único governo que dominará o mundo inteiro com Amor e com Sabedoria." [pág. 150].

São palavras soberbas, pois Van Buren está predizendo nada menos que a destruição do nosso sistema de governo para que a Nova Ordem Mundial possa emergir. Ela declara em seu livro, publicado em 1982, que o tempo estava próximo para embarcar na arca. Certamente, vemos muitos sinais que indicam que o Plano para entrar oficialmente na Nova Ordem Mundial esteja próximo de ser implementado. Já detalhamos muitos desses eventos em artigos anteriores, de modo que não precisamos repeti-los aqui. Basta dizer que o mundo está caminhando depressa para um sistema de governo, economia e de religião globalizado, como nunca antes. Os atuais líderes norte-americanos, sejam democratas sejam republicanos, estão igualmente comprometidos com essa Nova Ordem Mundial; como tal, o comprometimento deles é com o vindouro Reino do Anticristo, não com os Estados Unidos da América. Não se deixe enganar nesse ponto.

Acredito que o mundo encontre-se em uma encruzilhada.

Hoje, Israel está no precipício de uma guerra contra seus vizinhos árabes, uma situação que provavelmente cumprirá a visão demoníaca que Albert Pike teve em 1870 [veja os detalhes lendo o artigo referido anteriormente], que previu a necessidade de três guerras mundiais para preparar o aparecimento do Anticristo. Essa visão demoníaca previu que a Terceira Guerra Mundial iniciaria entre Israel e seus vizinhos árabes. O Anticristo surgirá caminhando a partir do meio da poeira, da fumaça e das cinzas produzidas por essa guerra.

Diversos autores da Nova Ordem Mundial descrevem que o período de tempo que precede imediatamente a real implementação conterá os eventos encontrados em Mateus 24:

Guerras e rumores de guerra (verso 6);

Fomes e terremotos em diversos locais;

Multiplicação da iniqüidade (verso 12);

Plano para afundar a sociedade com grandes aflições e problemas. Os autores escrevem sobre crises internacionais e pânico interno. O efeito pretendido é apavorar as pessoas, para que aceitem o novo sistema governamental da Nova Ordem Mundial e do Anticristo, quando ele entrar em cena.

Além disso, o Plano prevê um pânico global, levando as pessoas a aceitarem a perda do governo democrático e de suas liberdades individuais em troca de uma "promessa" de retorno à normalidade quando a situação melhorar. O autor de Nova Era Bill Cooper descreve como será o pacote de eventos, em seu livro Behold a Pale Horse [leia a resenha].

"...uma guerra mundial curta, porém muito mortal, com o uso de armas nucleares contra concentrações selecionadas de população foi contemplada, e... não foi descartada... Você pode imaginar o que acontecerá se Los Angeles for destruída por um terremoto de nove graus, a cidade de Nova York for destruída por um artefato nuclear plantado por um grupo terrorista, a Terceira Guerra Mundial irromper no Oriente Médio, os bancos e as Bolsas de Valores entrarem em colapso, extraterrestres aterrissarem nos jardins da Casa Branca, houver um colapso na produção e na distribuição de alimentos, algumas pessoas desaparecerem, o Messias apresentar-se ao mundo, e tudo isso em um período muito curto de tempo?" [pág. 177].

Esse é o Plano da Nova Ordem Mundial, e seu cumprimento nunca pareceu mais provável, mais real. Este momento atual na história parece ser o mais lógico para a inauguração da Nova Ordem Mundial. A única questão é saber se Deus permitirá que isso ocorra em breve ou não. Precisamos estar alertas, cautelosos e ativos, trabalhando para Jesus , mais agora do que nunca antes.

Artigo extraído do site: Espada.eti.br

LÍNGUA-Essa é pra vc que gosta de tirar foto

LÍNGUA-Essa é pra vc que gosta de tirar foto

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo
EVITEM TIRAR FOTOS DANDO LÍNGUA...
Descobri o significado de tirar fotos e postar com a linguá de fora !
Essa é pra vc que gosta de tirar foto mostrando a linguá
os artistas tiram tais fotos !
O povo erra por falta de conhecimento!!!
O ato de postar fotos mostrando a língua além de ser falta de educação é uma forma de adorar uma entidade do hinduísmo chamada Kali.
Kali, do sânscrito Kālī काली (que significa, literalmente, A Neg...ra), é uma das divindades mais cultuadas do Hinduísmo.
No paganismo ela é a verdadeira representação da natureza e é também considerada por muitas pessoas a essência de tudo o que é realidade e a fonte da existência do ser. Deusa da morte e da sexualidade, Kali - cujo nome, em sânscrito, significa "negra" - é a esposa do deus Shiva, segundo o tântrismo é a divina Mãe do universo, destruidora de toda a maldade. É representada como uma mulher exuberante, de pele escura, que traz um colar de crânios em volta do pescoço e uma saia de braços decepados - expressando, assim, a implacabilidade da morte.
A lenda conta que, numa luta entre Durga e o demônio Raktabija, este fez o desespero de Durga com um maléfico poder: cada gota do sangue se transformava em um demônio. Durga e Shiva, ao tentar matar os vários demônios que surgiam a cada gota de sangue, cortavam a cabeça (e daí nasciam mais e mais demônios). Já em desespero, surge Kali, que cortava as cabeças e lambia o sangue (daí representado pelo colar de cabeças, pela adaga e a língua de fora). Assim, dizimou os demônios,
A adoração a Satanás em nossos dias-O apóstolo Paulo chamou Satanás de “governante da autoridade do ar

A adoração a Satanás em nossos dias-O apóstolo Paulo chamou Satanás de “governante da autoridade do ar





NÃO há dúvida de que Satanás deseja ser adorado. Ao tentar a Jesus, ele ofereceu dar-lhe uma enorme recompensa sob uma única condição: “Se te prostrares e me fizeres um ato de adoração.” (Mateus 4:9) Jesus, naturalmente, se recusou, mas, nem todos têm seguido o seu exemplo. A adoração de Satanás é comum neste mundo moderno.
Simbolos satanicosPor exemplo, no Canadá, o jornal The Calgary Herald publicou uma série de artigos sob o título “Os Discípulos do Diabo”. Citou o depoimento de um investigador de polícia, que disse: “Por meio de entrevistas fiquei sabendo que o satanismo não é exclusivo de nenhum grupo específico na sociedade. Dados colhidos pela Polícia de Calgary e pela Real Polícia Montada do Canadá indicam que apenas em Calgary existem supostamente 5.000 satanistas praticantes.”
Outras reportagens mostram que o culto de Satanás, em diferentes estilos, está aflorando em todos os Estados Unidos e Europa. Até mesmo a polícia se interessa pelo satanismo. Por quê? Porque em muitos casos está encontrando ligações entre crimes e cultos satânicos. Recentemente, certo investigador policial foi citado como tendo dito: “Estamos lidando é com uma religião e com pessoas que crêem nela assim como outras crêem no cristianismo, no judaísmo ou no islamismo. O que vemos não são crimes pela causa do crime, mas sim crimes pela causa de uma religião.”
Um exemplo notável foram os assassinatos cometidos pelo grupo de Manson, na Califórnia, em 1969. Segundo o professor de História Jeffrey Russell, “Manson afirmava ser tanto Cristo como Satanás. . . . O seguidor de Manson, Tex Watson, anunciou, ao chegar para assassinar Sharon Tate: ‘Eu sou o diabo; estou aqui para realizar a obra do diabo.’” Mas, o satanismo nem sempre é tão às claras assim.

Feitiçaria, Espiritismo e Bruxaria
Certamente, a adoração de Satanás não se limita à adoração direta de Satanás por nome. O apóstolo Paulo alertou: “As coisas sacrificadas pelas nações, elas sacrificam a demônios.” (1 Coríntios 10:20) E adoração demoníaca é realmente o mesmo que adoração satânica, pois Satanás é chamado de “governante dos demônios”. (Marcos 3:22) Quais das práticas das “nações” podem ser identificadas como adoração de demônios, ou adoração de Satanás? As palavras de Deus a Israel nos dão alguns exemplos: “Não se deve achar em ti . . . alguém que empregue adivinhação, algum praticante de magia ou quem procure presságios, ou um feiticeiro, ou alguém que prenda outros com encantamento, ou alguém que vá consultar um médium espírita, ou um prognosticador profissional de eventos, ou alguém que consulte os mortos. Pois, todo aquele que faz tais coisas é algo detestável para Jeová.” — Deuteronômio 18:10-12.
Assim, somos avisados contra os sacrifícios de sangue e a comunhão dos espíritos praticados pelos pais-de-santo da macumba no Brasil ou pelos houngans e mambos do Haiti. E somos alertados contra práticas bem similares da Santeria, observadas por alguns exilados cubanos nos Estados Unidos. Alerta-se-nos também contra feiticeiros que afirmam comunicar-se com almas mortas para inspirar temor nos vivos. — Veja 1 Samuel 28:3-20.
A feitiçaria predomina em diferentes partes da África. Na África do Sul, por exemplo, os feiticeiros exercem grande poder, e as pessoas os levam muito a sério. Casos recentes na imprensa falavam de turbas queimarem vivas pessoas acusadas de provocar relâmpagos para golpear co-aldeões! Feiticeiros locais acusaram vítimas inocentes desses atos “não naturais” e daí as amarraram à uma árvore para serem queimadas. Tal crença na feitiçaria ou magia também é adoração de demônios.
Contudo, a feitiçaria não se restringe à África. Em 1985, Herbert D. Dettmer, que cumpria pena num centro correcional em Virgínia, EUA, recebeu o direito, concedido pelo Tribunal Distrital do Distrito Leste da Virgínia, de ter acesso a roupa e apetrechos para praticar a sua religião na prisão. E qual era a religião dele? Segundo os anais do tribunal ele era membro da “Igreja de Wicca (mais conhecida como feitiçaria)”. Assim, Dettmer ganhou o direito legal de usar enxofre, sal marinho, ou sal não iodado, velas, incenso, um relógio com despertador e um traje cerimonial branco na sua adoração.
Sim, segundo indicações, a feitiçaria está amplamente difundida no Ocidente. O jornal britânico Manchester Guardian Weekly publicou: “Há cinco anos calculava-se que havia 60.000 feiticeiros na Grã-Bretanha: hoje [1985] alguns feiticeiros estimam que tenha aumentado para 80.000. Prediction, a revista mensal de astrologia e ocultismo, tem uma tiragem de 32.000 exemplares.”

Satanismo e Música
O professor Russell, no seu livro Mephistopheles—The Devil in the Modern World, traz-nos à atenção outro modo pelo qual se promove os objetivos de Satanás. Ele escreveu: “O satanismo às claras desvaneceu-se rapidamente após os anos 70, mas, os componentes do satanismo cultural continuaram nos anos 80 na música rock ‘heavy metal’ (rock ‘pesado’) com a sua ocasional invocação do nome do Diabo e grande respeito pelos valores satânicos da crueldade, drogas, feiúra, depressão, libertinagem, violência, barulho e confusão, e falta de alegria.” — O grifo é nosso.
É possível que os músicos que incorporaram componentes do satanismo na sua música não levassem isso a sério. Talvez quisessem apenas chocar ou ser exóticos. Não obstante, algumas pessoas impressionáveis foram fortemente afetadas. O professor Russell diz que a “constante propaganda semi-séria para o mal tem tido efeitos desintegradores sobre mentes ingênuas e fracas. Um dos resultados tem sido uma erupção de crimes aterradoramente degenerados, incluindo o abuso de crianças e a mutilação de animais”.
Um caso recente abalou os nova-iorquinos. Segundo um jornal, um menino de 14 anos, “obsedado pelo satanismo”, matou sua mãe a facadas e daí se suicidou. Certo conselheiro familiar canadense declarou, conforme publicado na revista Maclean’s, que um crescente número de adolescentes angustiados confessaram praticar “satanismo, muitas vezes em combinação com drogas e as mais opressivas variedades de música rock pesado”.

Não É Simples Modismo
Um modismo que no momento se alastra nos Estados Unidos chama-se channeling (‘canalização’). As pessoas muitas vezes pagam centenas de dólares para participar em sessões em que um “canal”, isto é, uma médium, afirma pôr-se (os canais geralmente são mulheres) em comunicação com o espírito duma pessoa há muito falecida. No caso de um canal, segundo noticiado, as sessões “são periodicamente retransmitidas via satélite por uma rede de televisão para milhares de pessoas simultaneamente, em meia dúzia de cidades”. Tal tendência desacata flagrantemente o conselho bíblico de evitar médiuns espíritas e prognosticadores profissionais de eventos. Portanto, é um tipo de adoração que se pode classificar de adoração de demônios. E, como tudo o que é espiritismo, baseia-se na mentira satânica de que a alma humana é imortal. — Eclesiastes 9:5; Ezequiel 18:4, 20.

A Influência do Diabo num Mundo Cheio de Ódio
A horrível situação da humanidade neste século 20 nos faz perguntar se o alcance da influência de Satanás não é ainda maior. O professor Russell tocou nesse ponto, ao declarar: “No presente, quando se calcula que a capacidade dos arsenais de armas nucleares seja setenta vezes a necessária para matar todo vertebrado vivo na terra, estamos obstinadamente nos preparando para uma guerra que não beneficiará a nenhum indivíduo, nação, ideologia, mas que condenará bilhões a uma morte horrível. Que força nos empurra num caminho que diariamente fica mais perigoso? A quem interessaria a destruição nuclear do planeta? Apenas aquela força que desde o início tem desejado, com infinita crueldade e malignidade, a destruição do cosmos.”
Quem ou o que é essa força? O professor dá a sua própria resposta: “O Diabo tem sido definido como o espírito que procura invalidar e destruir o cosmos de Deus até onde o poder dele alcança. Será que a força que nos impele a fabricar armas nucleares não é a mesma força que sempre tem lutado para negar a sua própria existência? Na atual crise extrema de nosso planeta, não podemos descartar tal possibilidade.” Os cristãos certamente não descartam tal possibilidade! O próprio Jesus indicou a grande influência que Satanás exerce sobre este mundo ao chamá-lo de “governante deste mundo”. (João 12:31) Descrevendo a atual disposição mental de Satanás, o livro de Revelação (Apocalipse) diz que ele tem ‘grande ira, sabendo que tem um curto período de tempo’. (Apocalipse 12:12) Referindo-se ao que Satanás tenta fazer hoje, esse mesmo livro diz que ele usa a propaganda demoníaca para ajuntar os governantes deste mundo “para a guerra do grande dia de Deus, o Todo-poderoso”. (Revelação 16:14) Não, não se pode excluir a influência de Satanás, o Diabo, ao se tentar entender a razão do rumo insanamente autodestrutivo da humanidade.
O apóstolo Paulo chamou Satanás de “governante da autoridade do ar, o espírito que agora opera nos filhos da desobediência”, e “o deus deste sistema de coisas”. (Efésios 2:2; 2 Coríntios 4:4) Não é de admirar que muitos se perguntem se todas as atrocidades desta “esclarecida” era científica — duas guerras mundiais, genocídios na Europa e no Kampuchea (Cambodja), fome por motivos políticos na África, profundas divisões religiosas e raciais em todo o mundo, ódio, assassinatos, tortura sistemática, a criminosa subversão da humanidade por meio de drogas, apenas para mencionar algumas — não poderia estar seguindo o plano mestre da mesma força poderosa e diabólica decidida a afastar a humanidade de Deus e talvez até mesmo levá-la ao suicídio global.


Cerimónia de Abertura do Túnel do Gotardo -símbolos pagãos e satânicos

Cerimónia de Abertura do Túnel do Gotardo -símbolos pagãos e satânicos




NOVA ORDEM MUNDIAL - APARECEU NA TV (ILLUMINATI)
Os especialistas do assunto Nova Ordem Mundial e Illuminati dizem que esta cerimônia do túnel 
mais longo do mundo foi a inauguração da Nova Ordem 
BLOG DESPERTAI
Mundial, pois foi repleta de símbolos pagãos e satânicos.
No evento estavam presentes as autoridades mais notórias da Europa, tanto do cenário político quanto econômico. 

O fim dos tempos descrito em Apocalipse está sendo revelado diante de nós e precisamos estar firmes com Jesus antes que seja tarde demais.
Marcos 4
21E lhes propôs: “Quem, porventura, traz uma candeia para colocá-la sob uma vasilha ou debaixo de uma cama? Ao invés, não a traz para ser depositada no candelabro? 22Pois nada há de oculto que não venha a ser revelado, e nada em segredo que não seja trazido à luz do dia.23Se alguém tem ouvidos para ouvir, ouça!” …
Referência Cruzada
Mateus 10:26
Entretanto, não os temais! Nada há escondido que não venha a ser revelado, nem oculto que não venha a se tornar conhecido. A entrega do temor a Deus 
Lucas 8:17
Porquanto não há nada oculto que não venha a ser revelado, e nada escondido que não venha a ser conhecido e trazido à luz. 
Lucas 12:2
Pois não existe nada escondido que não venha a ser revelado, ou oculto que não venha a ser conhecido.

Inaugurando uma Nova Ordem Mundial Ordenada 
por Satanás

Marian Horvat, Ph.D.
A cerimônia de inauguração do túnel do Gotardo na Suíça apresentou outra performance extravagante com a mesma adulação do Diabo e seus servos. Em minha opinião, no entanto, foi mais radical ao realizar uma espécie de batismo da Nova Ordem Mundial, a República Universal que tem sido por tanto tempo um ideal da Maçonaria, soando o número de mortos para a Civilização Cristã. 

Vamos ver como esta nova dramaturgia se desenrolou no interior do túnel, onde as paredes foram utilizadas como telas de cinema, mensagens piscando durante a apresentação para um grupo menor de líderes mais poderosos da Europa que incluíam os chefes de Estado Merkel (Alemanha) e Hollande (França) . Enquanto os convidados escolhidos esperavam nas sombras psicodélicas, um par macabro de olhos que tudo avistou preveniu os participantes da passagem preparada.
Abertura do túnel do Gotardo
Depois de uma diligência explode através do túnel, vemos os zumbis operários marchando para o túnel. Os trabalhadores são predominantemente mulheres - as três primeiras linhas, todas as mulheres de fato - uma mensagem sobre o crescente feminismo do mundo moderno eo lugar secundário que o homem deve desempenhar. Nas paredes há cenas de pedras explodindo e caindo que esses trabalhadores supostamente minadas para fazer o túnel ...
Abertura do túnel do Gotardo

Nove trabalhadores deixam o grupo e escalam cadeias de metais pesados ​​com anéis para pendurar "mortos" do teto: novamente, um estranho "tributo" aos mineiros que perderam a vida durante a escavação. Quatro desce para se juntar aos outros, que se apressam pânico atingido e confuso do túnel, enquanto cinco continuam a pendurar inerte aguardando o próximo carrinho de artistas.
Abertura do túnel do Gotardo
O segundo carrinho é servido por um grupo de unisex casais descascou para baixo a sua roupa interior que simbolizam suposta os povos que usarão o super-trem novo. Eles são pareados indiscriminadamente, do sexo feminino-masculino, masculino-masculino, feminino-feminino e no centro é uma figura alada branca, uma mulher / homem em topless mascarado.
Abertura do túnel do Gotardo
A coreografia muda e os casais emparelhados começam a simular encontros sexuais. Agora podemos ver claramente a figura central: que parece ser o Anjo Caído, uma criatura demoníaca alada com uma máscara de bebê grande, os braços e pernas de um homem e os seios de uma mulher. Esta criatura andrógina reina sobre a orgia, vangloriando-se para o mundo que ela / ele é o mestre atrás da agenda homossexual e transgênero sendo forçada tão violentamente em todos hoje.
Abertura do túnel do Gotardo
O anjo caído se levanta, juntando-se aos trabalhadores mortos, voando entre eles enquanto os trabalhadores re-entram no estágio e caem ao grupo para baixo-abaixo dele. O público parece confuso, embora alguns riem, apreciando a orgia simulada.
Abertura do túnel do Gotardo
Mas, acredito que não há dúvida de que esta cerimônia é para honrar, e não os trabalhadores pendurados mortos, mas a criatura andrógina alada que flutters ameaçadoramente entre eles. Logo, os cinco trabalhadores descem e também pagam-lhe homenagem.
Abertura do túnel do Gotardo
Baphomet cabriolas novamente

Outra carrinho transportando os familiares devils palha Krampus entrar e a cabra-homem que representa Baphomet surgiu como mestre de cerimônias. Ele struts, grunhidos, emite riso fiendish e brandishes seu barriga peludo protruding zombando antes dos espectadores. Os diabos de palha começam seus giros dervixes, e como na primeira cerimônia, Baphomet tece dentro e fora deles, chamando a atenção para si mesmo como acrobatas horned subir cortinas pretas para executar para ele.
Abertura do túnel de Gotthard
Nessa atmosfera misteriosa surge, como na primeira cerimônia, uma procissão de adoradores pagãos de estilo druida que carregam galhos mortos, marchando lentamente atrás de uma mulher segurando um cordeiro branco. Isso parece referir-se aos antigos costumes gauleses quando os povos alpinos adoravam ídolos da natureza e dos animais e eram possuídos por demônios nos rituais pagãos. 
Abertura do túnel de Gotthard
Ao longo de tudo, os espectadores são "entretidos" pelo som de uivos, gritos, tocando sinos, como um fundo aprofundado para Baphomet, que, sacudindo a barriga e assumindo posições obscenas, freneticamente tece dentro e para fora dirigindo a procissão. Ele é acompanhado por um meio-homem / meia-cabra - Pan, o deus antigo do selvagem e natureza associada com a sexualidade desenfreada. É uma cena do Inferno desencadeada.
Abertura do túnel de Gotthard
O número de mortos da Civilização Católica

Os tambores param. O silêncio, e umas figuras solitárias entram, um yodeler é vestido como um aldeão suíço, carregando sinos de cabra, gemendo notas tristes. Este yodeler derrotado anda como um velho bêbado, sua cabeça sacode e cai às vezes, sua expressão é confusa. Está morrendo a Suíça católica com seus bons costumes e costumes, agora desgastados e derrotados. 
Abertura do túnel de Gotthard
Quando ele chega ao final do túnel, ele se vira e abre os braços, acenando para a figura sombria de chifres que está surgindo para substituí-lo. Quem é esse? O letárgico cabra-homem que apareceu no final da primeira cerimônia: Suíça moderna re-abraça os demônios de seu passado. O coro pagão na varanda começa a zumbir uma nota única "ooooohhhhmmmm". 
Abertura do túnel de Gotthard
Nova Ordem Mundial dominada pelo diabo abençoado por Francis

O ato final começa abruptamente: um circo de novo, como na primeira cerimônia. Finalmente, todas as sombrias notas e tons desapareceram. Os trabalhadores, pagãos e demônios são acompanhados por trapezistas, palhaços e camponeses suíços. Os mini- caminhões andam por aí carregando homens de chapéu alto, uma rainha de beleza, uma mãe e uma criança e, lá, num dos carros de desfile dos Shriners, o Papa está com duas freiras, acenando e dando a sua bênção ao grande partido ecumênico em Quais diabos são os protagonistas.
Abertura do túnel de Gotthard
Apenas uma figura ultrapassada não se enquadra na Nova Ordem Mundial. É o velho yodeler que, em meio a alegria hullabaloo, monta um banquinho para comer um almoço em um saco de papel. Mas sua paz logo é perturbada por um caminhão de bulldozer que vem por trás para afastá-lo. O passado e o presente são definitivamente removidos. 
Abertura do túnel de Gotthard
Uma camponesa com um vestido branco tradicional com bordados vermelhos sobe em cima de um grande poste e uma enorme cabeça de papel machê é jogada sobre os ombros. Um manto vermelho cai abaixo dela, e temos um novo símbolo para uma nova Suíça aberta à União Europeia e à República Universal. É um convite para que a Suíça abandone sua hostilidade natural a essas instituições maçônics e entre no jogo.
A grande valsa começa. Diabos dançando com camponeses, palhaços com obreiros, trapezistas com pagãos, todos se misturando alegremente. Todos os artistas - supostamente 600 deles - subir em carrinhos de trem esperando para tomar o trem do túnel, este símbolo gigante da humanidade, para o mundo exterior. Apenas um jogador neste grande desempenho deve andar, nosso yodeler desatualizado, que é forçado a empurrar um dos carros que carrega os outros.
Abertura do túnel de Gotthard
Ao ar livre mais pessoas de preto com tocados pagãos estão esperando.
Abertura do túnel de Gotthard
Para as multidões aplaudindo ao ar livre, esta nova Suíça ergue a mão, como para dar uma saudação cerrada de aderência a um novo mundo governado por Satanás.
Abertura do túnel de Gotthard
Uma bênção
ecumênica Seguindo o tom geral da unificação, o Gotthard 2016 Organization Committee convidou uma mistura de "líderes religiosos" para abençoar o túnel. Da direita para a esquerda, o abade beneditino Martin Werlen, da abadia de Einsiedeln na Suíça, o chefe da divisão de segurança do Escritório Federal de Transportes, Dr. Marcel Yair Ebel, da Federação Suíça de Comunidades Judaicas, Imam Bekim Alimi, Organizações na Suíça e ministro protestante Somina Rauch. 
Gotthard túnel abertura bênção
Fotos tiradas da filmagem RT do evento.
Video completo.



O presidente da Suíça, Johan Schneider-Amman, afirmou na cerimônia que o túnel "unirá as pessoas e as economias" da Europa. A unidade política do continente se vê abalada no momento pelo grande fluxo de imigrantes e a ameaça iminente de uma saída do Reino Unido da União Europeia (UE).

O presidente suíço discursou antes da viagem inaugural de um trem pelo túnel de 57 quilômetros. No total, os operários escavaram 152 km de "tubos" a uma profundidade recorde (2.300 metros sob as montanhas), com duas galerias principais unidas por galerias transversais.
O premiê italiano Matteo Renzi e o presidente suíço Johann Schneider-Ammann conversam com a chanceler alemã Angela Merkel e o presidente francês François Hollande durante viagem inaugural pelo túnel de São Gotardo nesta quarta-feira (1º) na Suíça (Foto: REUTERS/Peter Klauzner/Pool)

Para a inauguração, em quatro pontos diferentes, foram convidadas mais de 1.000 pessoas.

As cerimônias começaram durante a manhã com uma bênção ecumênica, na presença de um padre, um pastor, um rabino e um imã.

O evento contou com rígidas medidas de segurança da polícia, além da mobilização de quase 2.000 soldados, assim como a vigilância do espaço aéreo. (fonte)
"A cerimônia de abertura do túnel Gotthard Base transformou uma grande façanha da engenharia em uma cerimônia religiosa dedicada a Baphomet, enquanto esteve ridicularizando um pouco os trabalhadores que sacrificaram suas vidas e as massas que vão viajar através do túnel. Então, as pessoas mais poderosas da Europa levantaram-se e aplaudiram de pé a essa cerimônia dedicada ao verdadeiro governante da elite oculta.