OCULTISMO DESENHOS

OCULTISMO EM DESENHOS E FILMES

OCULTISMO EM DESENHOS E FILMES

Mais um cartoon bastante famoso aderiu a onda dos simbolismos ocultos. Já havíamos mencionado Os Padrinhos Mágicos neste post do ano passado. A geração mais jovem é altamente sugestionável, e a exposição constante a temas como simbolismo do olho que tudo vê torna tais imagens cada vez mais aceita. À medida que crescem, torna-se mais fácil para eles aceitarem algumas das coisas que podem inescrupulosamente ocorrer bem debaixo de seus narizes. Essas mensagens visuais ajudam a influenciar e criar novas gerações que estão completamente na ignorância sobre planos desprezíveis contra a humanidade, tais como o desejo de despovoar o mundo, de acordo com a agenda da Nova Ordem Mundial. Se feito intencionalmente ou não, o desenho está desempenhando seu pequeno papel de dessensibilizar as mentes das crianças, pré-adolescentes e adolescentes.
Disney Ainda Expõe as Crianças a Simbolismos e Temas Questionáveis no Desenho "Gravity Falls

Este mês marca o aniversário de um ano de quando o Disney Channel estreou oficialmente ao público americano a série "Gravity Falls". Quando estreou no ano passado, fizemos uma breve análise mostrando o quanto o desenho é centrado em torno de um conjunto específico de símbolos associados a sociedades secretas e à elite oculta, a qual chamamos de os Illuminati (veja o artigo intitulado "Gravity Falls" - Um Novo Desenho Disney Carregado de Simbolismo). Depois de nossa primeira análise, houve vários episódios com esse tipo de associação. Entretanto, como se não bastasse, no aniversário da série neste ano, os telespectadores infantis ainda foram expostos a simbolismos e temas que incluem imagens relacionadas aos Illuminati de uma forma ainda mais flagrante e assustadora. No episódio "Dreamscapers", eles contam com a presença de um demônio transfigurado em uma triângulo Illuminati, que é invocado em um ritual satânico.
Embora o enredo do desenho animado esteja em torno de "mistérios", o uso constante desses símbolos faz parte da agenda da elite de expor as crianças ao ocultismo, a fim de normalizá-lo, para propósitos futuros. Assista a uma breve análise desse
The Looney Tunes Show - Novo Cartoon e Mesmo Simbolismo Illuminati

Este episódio do The Looney Tunes Show foi ao ar na rede americana no dia 14 de maio de 2013 e contém simbolismo Illuminati explícito. Não é a primeira vez que cartoons e filmes da Warner Bros. aderem a esse tipo de simbolismo. No episódio, Patolino sofre uma experiência de morte após uma espécie de lobotomia, fazendo a pirâmide e o "olho que tudo vê" aparecerem, em justaposição com a morte. O fato da questão é: os símbolos Illuminati estão se tornando mais prevalentes, pois esse é o verdadeiro plano: gradualmente torná-los parte da cultura popular.
Leia Mais
Seriado "Dilbert" revela o que a Elite Illuminati faz nas Eleições

Dilbert é uma série americana em desenho que foi ao ar no fim dos anos 90 até o ano 2000. No último episódio da série, a população americana votava por um novo presidente. No entanto, a escolha foi manipulada pela Elite, que se reuniu em secreto, no topo de um edifício explicitamente Illuminati. Ao saber do resultado da eleição presidencial, a Elite não concordou, e os membros do grupo planejaram eleger, entre eles, um outro presidente. É engraçado lembrar que o episódio tenha ido ao ar meses antes da polêmica eleição do ex-presidente americano George Bush no ano 2000.
Desenho "Os Padrinhos Mágicos" Menciona a Nova Ordem Mundial
A série em desenho animado "Os Padrinhos Mágicos, exibida pela Nickelodeon, é mais um exemplo de programação infantil que faz uso de "simbolismo" em alguns de seus episódios. Embora esse cartoon não tenha exibido nenhum triângulo com o "olho que tudo vê", ele transmite a mesma agenda da Elite que os demais filmes e séries de TV que já vimos analisados neste site. Nessa série, o personagem Denzel é um professor que muitas vezes é considerado insano por causa de sua obsessão com seres mágicos. Toda vez que algo acontece envolvendo os Padrinhos Mágicos, ele perde o controle. Porém, existe algo mais pelo qual professor Denzel é totalmente obcecado - a Nova Ordem Mundial. Por meio dessa obsessão com a NOM, Denzel nos revela, sutilmente, alguns aspectos desse sistema dos quais eles se vangloriam ou querem transmitir inconscientemente para as crianças. Não seria à toa que um conceito como esse estivesse sendo repetido nesses desenhos animados, especialmente fora de contexto.
Leia Mais
Gravity Falls" - Um Novo Desenho Disney Carregado de Simbolismo

Os vários artigos desse site tentam provar que os mesmos símbolos - os da elite dominante - estão sendo permeados através da cultura popular. Embora, muitas vezes, nós focamos em materiais destinados a adolescentes ou jovens adultos (como filmes e vídeos musicais), as crianças, definitivamente, não estão isentas disso. Um exemplo flagrante é o novo cartoon da Disney "Gravity Falls", um cartoon "peculiar e cativante" sobre dois irmãos gêmeos de 12 anos que passam o verão com seu tio-avô Stan em Gravity Falls, no estado americano de Oregon.
Os 40 segundos da longa introdução está carregada de simbolismo.
Primeiro, o Tio Stan usa um barrete, que é o chapéu usado pelos "Shriners" - um órgão assessor da Maçonaria. Como eles costmam dizer, todos os "Shriners" são maçons, mas nem todos os maçons são "Shriners

Stan usando um barrete. Além disso, ele está
escondendo um olho para deixar mais óbvio.

Um antigo Shri
Até 2010, apenas maçons de 32º do Rito Escocês (o mais alto grau possível que não seja o honorário 33º) ou Cavaleiros Templários do Rito de York poderiam juntar-se aos Shriners. Isto significa que Grunkle Fez é provavelmente um maçom de alto nível. Portanto, ele sabe o que está por trás de todos os símbolo

O desenho está cheio de olhos por toda parte. Há até
um pote de globos oculares à venda na loja de Stan.

"Olho que tudo vê" dentro do triângulo e mais isto...

Este frame pisca, literalmente, em uma fração de segundo no final da intro.
Podemos facilmente reconhecer a pirâmide dos Illuminati brilhando e o
"Olho que tudo vê", juntamente com outros símbolos alquímicos e mágicos.
Além disso, há o código Contra do NES, o que é bastante hilário.
Eu não vou começar a analisar todos os episódios, mas aqui estão algumas imagens interessantes do primeiro episódio de "Gravity Falls".

Além dos olhos em todos os lugares, os seres humanos pequenos em uma jarra
são homúnculos - um conceito que se encontra nos ritos de alquimia e ocultismo.

Gravura do século 19 de Fausto de Goethe e o Homúnculo

"Olho que tudo vê" no ápice da montanha

"Olhos flutuantes, eles estão me olhando?".

O sótão da cabana do Grande Tio Stan tem uma janela de vidro manchada
proeminente maçônica com um símbolo que é onipresente nesse cartoon.

Stan parece ter dois relógios-corujas - a coruja é um símbolo antigo que representa
a elite oculta (aqueles que trabalham em trevas), os Illuminati e o Bohemian Grove.
Confira o tapete no chão.

A letra "A" da palavra "Shack" acima consiste em um compasso e o "Olho que
tudo vê", uma combinação de símbolos encontrados no simbolismo maçônico.

A entrada de uma loja maçônica.
Em suma, o novo cartoon da Disney é centrado em torno de um conjunto específico de símbolos associados com sociedades secretas e à elite oculta, os quais chamamos de Illuminati. Enquanto alguns podem argumentar que esses sinais são inseridos para adicionar "mistério" para o desenho, também devemos considerar o fato de que a cultura popular em geral está sendo permeada com, exatamente, o mesmo conjunto de símbolos. Esse desenho faz a sua parte ao expor as crianças ao simbolismo, que o normaliza e, finalmente, realiza o que a elite oculta vem fazendo há séculos: escondendo na vista lisa.
Fonte: VC
Mensagem Subliminar no Cartoon 'Superjail!'

Superjail é uma série animada da televisão americana A série segue os eventos que ocorrem em uma prisão surreal e é caracterizada por suas mudanças psicodélicas, trama e violência gráfica extrema, que dão à série uma classificação mais pesada. Esses elementos são representados através de sequências animadas altamente elaboradas, que foram descritos como "barroco e complicado e difícil para tomar em uma visão única." Em um dos episódios da sexta temporada, durante essas sequências, pode ser flagrado um simbolismo que tem sido bastante frequente em cartoons e filmes.
Mensagens Subliminares em Scooby-doo

Agora é a vez de o desenho Scooby-doo ser exposto também.
Mensagens Subliminares
Tiny Toons é um desenho animado criado pela Warner Bros e Steven Spielberg. A ideia do show foi do então presidente da Warner Bros, Terry Semel. Ok, mas de quem foi a ideia de colocar todo esse simbolismo abaixo?
Série G.I. Joe Previu a Agenda Illuminati Atual

G.I. Joe é um desenho animado ícone que marcou toda uma geração de jovens durante os anos 80. A maioria dos fãs ainda recordam as personagens principais e os tiroteios épicos. Mas e o enredo? Um olhar sobre essa série de TV no contexto de hoje é uma experiência estranha: Muitos do enredo de Cobra estão acontecendo hoje. Poderia ser o G.I. Joe um caso de programação predita? Vamos olhar para alguns episódios que descrevem a substituição do dólar dos EUA, e o uso do controle mental sobre celebridades e civis, e ver como eles se relacionam no contexto de hoje.
Um leitor deste site recomendou que eu visse um episódio especial da série chamada "Dinheiro para Queimar", que descreve em detalhes uma parte vital da agenda de hoje da NOM (discutida mais tarde). Eu fiquei em choque. Então, eu assisti outros episódios da série e é isso que eu vi: guerra psicológica, batendo em forças ocultas para obter poder político, a investigação militar financiada por grandes corporações e controle mental usado contra civis e celebridades. A maioria das coisas sombrias são realizadas pelo Comandante Cobra, o "cara mau" do espetáculo, que é um terrorista cruel com o objetivo de dominar o mundo. Os Joes sempre conseguiu parar Cobra, no entanto, desarmando seus planos maldosos em uma orgia de armas laser contra incêndios e explosões espetaculares

Comandante Cobra raivosamente apontando para alguma coisa.
Assistindo ao desenho hoje, no entanto, foi muito inquietante: por causa das leis de acesso livre da informação e da Internet, está lentamente vindo à luz que os governos de hoje estão na verdade executando a maioria dos planos de Cobra ... na vida real. Notícias sobre esses planos são vistas diariamente no noticiário geral. Será que G.I. Joe contém "a programação predita", uma técnica baseada no plantio de idéias e conceitos no cérebro dos espectadores, a fim de fazê-los parecer normal e facilmente aceitas quando realmente acontecer?
Visão Geral
G.I. Joe: Um Real Heroi Americano passou durante 1985-1989. A seqüência do título de abertura, declarou: "G.I. Joe" é o nome do código da ousadia dos Estados Unidos, a força da missão altamente treinada. Seu objetivo: defender a liberdade humana contra a Cobra, uma organização terrorista inescrupulosa determinada a dominar o mundo. "Os episódios terminavam com um anúncio de serviço público, onde os Joes davam dicas de segurança para as crianças.. Esses anúncios sempre concluám com um, agora famoso, ditado: "Saber é metade da batalha!"

Um bigode o faz automaticamente credível.
A série animada foi projetada para promover a linha da Hasbro de figuras de ação com o mesmo nome. Na verdade, cada episódio propositadamente apresentava um personagem diferente, a fim de impulsionar as vendas do brinquedo ao qual é associado. Talvez essa seja a razão pela qual os Joes tinham diálogo relativamente com "clichês", em comparação com os Cobras, que são mais complexo e interessante. Outras mercadorias que promovem, a série levaram uma agenda complexa pró-americana-militar-industrial, um reflexo do dogma da "Era Reagan" acontecendo no momento, que foi caracterizada por um confronto com a União Soviética. Neste contexto, pode-se esperar que a Organização Cobra representavam os "comunistas mal", como foi a tendência em tantos filmes na década de 1980.

Surpreendentemente, não é esse o caso. Os "caras maus" em G.I. Joe são realmente financiadas por uma grande corporação americana chamada Empresas Extensivas e seus líderes reptilianos (piscadela para David Icke) realizavam seus planos tortuosos dos ocultos "Templos Cobras". Essas bases, estão estabelecidas em todo o mundo, sem considerar as fronteiras nacionais, muitas vezes situados em locais místicos, como a Ilha de Páscoa ou pelos guerreiros de terracota da China subterrânea (Cobras aparentemente acreditam nos poderes da geomancia). De fato, a Organização Cobra tem algumas características de comunistas ou uma organização "terrorista" e muitas das características de uma sociedade elitista secreta no estilo do que nós chamamos de 'os Illuminati.'

O "Comando Cobra" em forma de uma pirâmide inacabada.
Esta forma pode ser encontrada em muitos casos, em Templos Cobra.



A pirâmide inacabada é hoje o mais famoso símbolo dos Illuminati.
Ainda mais significativo, é o enredo do primeiro GI Joe; episódio que nunca foi ao ar. Na mini-série, intitulado "Pirâmide das Trevas", Cobra tenta assumir o controle do mundo por desligar a rede elétrica do Hemisfério Norte.

A elite Cobra visualizando os seus planos para a criação de uma pirâmide das Trevas na Terra. Criando uma pirâmide para manter o mundo "no escuro" é um poderoso símbolo dos Illuminati de controle das massas. A palavra Illuminati significa "o iluminado" ... a maioria do seu poder é baseado nas massas sendo tão ignorantes e estúpidos quanto possível. Em outras palavras: no escuro.

Ao vermos mais episódios, torna-se perceptível que numerosos planos do Comandante Cobra para conquistar o mundo são estranhamente similares a eventos reais que acontecem hoje, 25 anos após a transmissão desses episódios. Outro exemplo de como "ficção científica" de fato se torna realidade. Aqui estão alguns aspectos da agenda Illuminati que foram explorados no GI Joe:

Fazendo o Dinheiro de Papel sem Valor e Tomada de Posse do Ouro do Povo
No episódio intitulado "Dinheiro para Queimar", Cobra dá um jeito de queimar imediatamente todo o dinheiro de papel da América utilizando um "transmissor de termo-molecular de ignição", efetivamente tornando o dólar norte-americano inútil.

Uma senhora com medo de ver seu dinheiro explodindo em chamas.
Cobra, em seguida, em um discurso à nação através de uma transmissão de TV (que parece ter fácil acesso aos meios de comunicação de massa) diz:
"Atenção cidadãos! Devido à irresponsabilidade financeira e da incompetência de seus líderes, Cobra considerou necessário reestruturar a economia do país. Começamos eliminando o papel inútil verde, que seu governo tem enganado-o a acreditar que é valioso. Cobra virá para o seu resgate e, a partir das cinzas, surgirá uma NOVA ORDEM! "
Isso é um material muito profundo para um programa destinado a crianças com menos de 12. Esse discurso, basicamente, descreve o modus operandi do governo sombrio Illuminati: criar uma crise, causar o caos, a alegação de ter a única solução, levar as pessoas a implorar por essa solução, e restaurar a "ordem no caos". Além disso, declarar esta nova ordem para sair de suas cinzas é uma reminiscência do conceito maçônico de Fênix - saindo das cinzas.

OCULTISMO EM DESENHOS E FILMES

Não há verdade na afirmação de Cobra em relação ao valor real do dinheiro de papel. O dólar americano não teve qualquer valor real desde 1971, quando o padrão ouro foi abandonado pela administração Nixon. O valor do dólar norte-americano costumava ser baseado em um peso fixo do ouro. Hoje ele pode efetivamente perder todo o seu valor e tornar-se inútil durante a noite, como seu valor não é suportado por qualquer dos bens corpóreos ... e é isso que estava acontecendo neste episódio de GI Joe.
Depois do anúncio de Cobra, o povo americano atordoado e confuso se ajuntam na frente do Departamento do Tesouro e grita "Queremos dinheiro!", Pedindo ao governo uma solução para seu problema. Os Joes vêem a situação e observam que "a compra e venda foram substituídas por tumultos e saques".

OCULTISMO EM DESENHOS E FILMES

Então Cobra aparece na TV novamente e diz:
"Cidadãos dos Estados Unidos, tenho o prazer de anunciar um plano de recuperação econômica do Cobra! Se você quer dinheiro para comprar comida para seus filhos, ter todos os seus objetos de valor para a filial mais próxima das Empresas Extensivas. Lá, todos os produtos serão trocados por moeda Cobra! "
Cobra apresentando a nova moeda para ser trocada por
objetos de valor das pessoas, como o ouro.
Esse fenômeno está acontecendo hoje. Existe atualmente um esforço sustentado para tirar o ouro e outros objetos de valor fora das mãos do público através de programas "Dinheiro por Ouro". Você pode ter sido agredido por anúncios ridículos como esses:

Não dê ouvidos a MC Hammer e Ed McMahon. Mantenha o seu ouro e compre mais do mesmo!
Em um Templo Cobra, os chefes das Empresas Extensivas mostram um cliente rico do "arsenal maior de bens tangíveis já montado".

Um cofre cheio de ouro do povo ignorante.
Felizmente, os Joes vêm para o resgate, restabelecendo o dólar americano e destruindo quase tudo à vista, incluindo o Templo Cobra.
Celebridades de Mente Controlada Para Controlar as Massas
Muitos artigos neste site discutem o uso do controle mental na cultura popular, um conceito que pode ser difícil para algumas pessoas em acreditar. Bem, os Joes foram combatê-la por volta de 1986
C A N T O R E S V E N D I D O
No episódio intitulado "Rendez-Vous, na Cidade do Morto", Naufrágio e Olhos de Cobra (dois personagens GI Joe) entram em uma boate de propriedade Cobra, chamada "Snake Club" (Cobra, obviamente, conhece o poder de doutrinar os jovens através do entretenimento). Lá, um assinante chamado Satin canta os louvores de Cobra na forma de uma canção de amor. As cantores bailarinas estão vestidas em trajes similares ao estilo Cobra.

Dançarinas fazendo o controle Cobra legal e atraente.
Agora, onde eu vi um cantor famoso cantando no palco com dançarinos que simboliza a opressão do povo? Ah, certo, certo, certo ...

Beyonce fazendo tropa de choque legal e moderno, em 2010, no Grammy Awards.
C E L E B R I D A D E S M K - K U L T R A
Em outro episódio, intitulado Glamour Girls, o espetáculo descreve nada menos do que o uso do MK Ultra no negócio do entretenimento.
O comandante Cobra, com a ajuda do Dr. Mindbender, faz um acordo com um magnata internacional de cosméticos. Cobra concorda em fornecer um fluxo constante de belas moças para a empresa em troca de uma tecnologia de transplante de face desenvolvida pelo magnata. Cobra, por conseguinte, lança "Operação High Fashion", que visa recrutar jovens modelos, cantores e atrizes para os seus sonhos de serem famosos.
A fim de atrair as garotas, Cobra envia convites para uma sessão de fotos, que aparecerá em uma edição da revista "Glamour Girls", a revista de moda mais prestigiada do mundo - uma publicação que é de propriedade da Ampla Cobra Empresas (Cobra de Claro possui múltiplos canais de mídia, como os Illuminati hoje).

Não surpreendentemente, todas as meninas que receberam um convite ficam empolgados com a idéia de aparecer na revista e elas alegremente se apresentam no prédio Glamour Girls para a sessão de fotos. Mas elas estão sendo enganadas: o flash da câmera envia mensagens subliminares hipnóticas para essas modelos, tornando-as altamente sugestionáveis e facilmente administráveis.

Depois de hipnotizadas, as modelos obedecem a qualquer comando.
As modelos são então orientadas a ir para uma "festa" e fazem isso sem questionar. Em seu estado de mente-controlada, as modelas dissociam da realidade e percebem a festa como uma glamourosa tertúlia com a participação de colegas de classe. Quando seu estado de hipnose desaparece no entanto, a dura realidade vem a tona.

Quando as meninas saem de seu estado dissociativo, um deles diz: "Nós não estamos mais no Kansas". Esta é uma referência a O Mágico de Oz, um filme que é usado em programação real de controle mental. Estar dentro ou fora do "Kansas" é na verdade uma palavra de código em relação ao estado dissociativo de um sujeito.
Todos os jovens e as celebridades que caem nessa armadilha, são maltratados e jogados em um calabouço.

Uma celebridade presa em um calabouço fortemente vigiado.
Lugares parecidos são usados em projetos de controle real da mente.
O tema do controle mental está se tornando cada vez mais predominante na indústria da moda atual e muitas vezes é codificado com o uso de manequins sem vida e borboletas monarcas.

Megan Fox em foto com tema de controle mental.
Felizmente, o Joes conseguem rastrear o calabouço da Naja, colocam todos para fora e resgatam as jovens senhoras.
Usando Civis de Mente Controlada em Missões Militares Secretas
Na Operação "Mind Menace", o tema do controle mental é ainda mais explorado. Neste episódio, a Organização Cobra seqüestra civis conhecida por ter habilidades psíquicas, a fim de aproveitar seu poder e utilizá-lo em missões secretas.

Civis sequestrados com poderes psíquicos entram no Templo Cobra.
O dispositivo em seus peitos são amplificadores. Dispositivos semelhantes
estariam implantados nos cérebros de vítimas de programação real Theta.
Em termos de programação Monarca, isso é conhecido como " Programação Theta" e abrange o uso de poderes psíquicos, como percepção extra-sensorial (ESP), visão remota, telepatia e assassinato psíquico. Os documentos foram liberados provando que a CIA esteve conduzindo experimentos para concentrar os poderes e usá-los no campo de batalha desde a década de 1970:
THETA considerada a" programação "psíquico. Os de Linhagem Sanguínea (aqueles provenientes de famílias multi-geracional satânica) foram determinados para apresentar uma maior propensão para ter habilidades telepáticas que os não-de linhagem. Devido às suas limitações evidentes, no entanto, várias formas de sistemas electrônicos de controle mental foram desenvolvidas e introduzidas..."
- Ron Patton, projeto de controle mental monarca
"Teta programação tem o seu nome como o de programação Alpha, Beta e Delta, em parte, os quatro tipos de ondas cerebrais EEG. Ondas Teta são freqüentes em crianças. (...) A guerra psíquica tornou-se um ramo da programação Monarca. Esta é a programação Theta. É o casamento de práticas ocultistas com o estado da arte da ciência. A idéia de ser capaz de copiar o que Eliseu fez com o rei da Síria (2 Reis 6:11-12), quando ele "telepaticamente" espionou o inimigo, descobriu seus planos, e assim arruinou suas chances de sucesso. Hoje isso tem sido chamado de "espionagem", e termo do Exército dos EUA é "psicotrônico".
Se o público percebe a guerra psíquica como viável ou não, bilhões de dólares foram gastos com isso, e inúmeros modelos Theta produzido. (...)
Como os escravos não pode ser dada de forma consistente a programação Theta, um implante cirúrgico de sódio / lítio potencializado em alta freqüência com transdutores acoplados com uma alta gama de multi-capacitor foi colocado dentro do cérebro dos escravos Monarca. Isto dá os manipuladores a capacidade de sinalizar por sinais remotos para o cérebro da vítima. O receptor capta os sinais que eletronicamente estimulam certas áreas do cérebro, que desencadeia a programação pré-definida. Os implantes estão sendo colocados em uma alta porcentagem dos escravos Monarca "."
- Springmeier Fritz, The Illuminati Formula to Create an Undectactable Mind Slave
Estes programas secretos são maliciosamente sendo revelados ao público no cinema. Em "O Homem Que Matam Cabras Só Com Olhar", a questão é apresentada como comédia. No entanto, o filme é baseado em um projeto militar real nos EUA: O Primeiro Batalhão da Terra do tenente-coronel Jim Channon.

O Primeiro Batalhão da Terra foi renomeada de Nova Terra do Exército nesse filme, uma unidade com poderes extra-sensoriais (ESP). O filme também aludiu vagamente para o lado escuro / satânico do controle mental em algumas cenas.
Em G.I. Joe, os civis de mente controlada falam de uma forma robótica e são detidos em instalações de alta tecnologia.

Civis controlados nas instalações do Cobra de detenção de alta tecnologia
Felizmente, os Joes rastrearam os Cobras, resgatara os civis e levaram todos de volta à sanidade.
Em Conclusão
G.I. Joe é uma série de televisão ícone de meados dos anos 80 que, sem dúvida, influenciou a imaginação de uma geração inteira de crianças. A ação embalada em cenas de batalha, os personagens memoráveis e futuristas, de ficção científica, é uma parcelas do sucesso, especialmente com meninos. Observando esses programas de hoje, descobrimos que muitos dos planos da Cobra têm sido uma realidade escondida e / ou estão lentamente se tornando realidade. E esses planos não são oriundos de "uma obscura organização terrorista", mas da nossa própria clã de líderes "eleitos" e seus governantes da elite.
Os Joes são apresentados como um grupo de soldados de todos os americanos com valores fortes, lutando com integridade e honestidade de encontro a um grupo cada vez mais terroristas Eles são o que o exército americano é suposto ser e a imagem ideal que o complexo militar-industrial querem nos fazer crer. Mas os inimigos de Joe não é uma ameaça externa: ele existe dentro do sistema. Em outras palavras, se o Joes existissem hoje, provavelmente seria combater o seu próprio governo, a parte escondida do que ... chamamos de Illuminati.
Então fica a pergunta: Por que a série descrever esses planos sofisticados, com detalhes tão vívidos ao seu público jovem? É G.I. Joe um dos vários programas de TV e filmes patrocinados pelo governo americano? Estariam preparando os jovens para a revelação das realidades, expondo-lhes em tenra idade? Eles estavam tentando alertar o público? Os criadores deste espectáculo definitivamente sabia a resposta a estas perguntas, e nós devemos muito. Porque o saber é metade da batalha.

Interpretação Esotérica de Labirinto do Fauno

"O Labirinto do Fauno" é um filme profundo que conta a história da busca de uma garota para escapar da crueldade do fascismo espanhol. O filme também contém uma grande quantidade de símbolos arquetípicos ocultos, contando outra história: um de iluminação esotérica através do teste de caráter e de ritual de iniciação. Vamos olhar para o simbolismo oculto e arquetípica encontrada durante todo o filme e sua relação com a busca de Ofélia.
O Labirinto do Fauno (título espanhol: El laberinto del fauno) é um filme de fantasia, em idioma espanhol, escrito e dirigido por Guillermo del Torro, diretor de A Espinha do Diabo, Hellboy e Blade II. Com enredo cativante do filme, o mundo mitológico rico e estranho de fantasia do filme causou muitos críticos a considerá-lo como o melhor filme de 2006.
Como muitos contos de fadas, O Labirinto do Fauno é uma história alegórica que pode ser interpretado de várias maneiras e em muitos níveis simultâneos. Enquanto pesquisava para este filme, deparei-me com interpretações psicológicas, sociológicas e políticas de O Labirinto do Fauno, mas quase nenhum relativos ao simbolismo oculto que permeia o trabalho e eu encontrei quase nada a respeito de sua história subjacente de iniciação esotérica. Isso veio como uma surpresa pois Del Torro mesmo descreveu o filme como uma "parábola" e as inúmeras referências ao ocultismo mistérios certamente estariam neste caminho. Vamos, portanto, olhar para o simbolismo místico e arquetípico encontrado no filme e ver como eles se encaixam nesta história rica de iniciação esotérica.
Uma das razões pelas quais o filme comove profundamente seus telespectadores é provavelmente a presença de mitos e símbolos arquetípicos que ressoam profundamente no coletivo e inconsciente pessoal:
"Na verdade, 'era uma vez' é um bom lugar para começar um filme como O Labirinto do Fauno. É um conto de fadas, acima de tudo, um especialmente escuro também que contém todos os clássicos arquétipos míticos do inconsciente coletivo de Jung. Pensamos, por exemplo, o rei do mal, a heroína em perigo, universos paralelos, criaturas quiméricas, e a batalha de marcha entre o bem eo mal, como retratado na história. Estes são todos os temas universais, padrões e tipos de personagens que vemos em contos de fadas clássicos e outra vez;o tipo que levou o analista Donald Kalsched afirmar que o mesmo pode ser dito da nossa princesa , Ofelia. Uma menina despida de humanidade, esmagada pela dura realidade e forçada a recorrer aos mitos arquétipos do imaginário coletivo humano. "
- Análise Psico-crítica de "O Labirinto do Fauno": Mito, Psicologia, realismo perceptivo, olhos e desânimo Traumático
Resumo do Filme

OCULTISMO EM DESENHOS E FILMES


O fauno proteger Ofelia da crueldade do mundo
O filme se passa nas montanhas da Espanha fascista em um acampamento militar de luta contra os rebeldes. Ofélia, uma garota com uma imaginação fértil, obcecada com os livros e contos de fadas, viaja com a mãe, grávida, fraca para satisfazer seu novo padrasto, um capitão impiedoso do exército espanhol. Após a sua chegada, ela descobre um labirinto e encontra um fauno que lhe diz que ela é uma princesa do "submundo". Ele promete que ela pode ir lá e se reencontrar com seu pai, enquanto ela completa três tarefas para ele. Em suas tentativas de realizar essas tarefas, Ofelia é obrigada a lidar com a realidade da mortalidade, o absurdo da guerra e do significado da auto-sacrifício.
O conto gira em torno da justaposição de natureza severa e opressiva do mundo real com o mundo mágico e, por vezes, perturbador da menina. O fauno (chamado Pan na tradução do Inglês) é uma besta de chifres que orienta Ofelia através de seu processo de iniciação e mostra-lhe o caminho para afastar o absurdo do mundo material para re-introduzir a glória do plano espiritual, onde vivem os seres iluminados : o Submundo.
Tendo "Olhos para Ver"

Colocando de volta olho faltando o fauno
No início do filme, Ofélia é quase instintivamente levada a um misterioso monumento representando o fauno com um olho faltando. Ela encontra o olho que falta e o coloca de volta em seu soquete. Um inseto mágico/ fada de repente aparece: A busca mágica de Ofélia pode começar. Há uma grande importância colocada nos "olhos" e da "vista" no filme e essa cena informa os espectadores, desde o início, que a busca de Ofélia está oculta na natureza e que muitos não têm os "olhos de ver" o mundo invisível que ela está prestes a experimentar .

"Tendo mencionado, o filme tem muito a dizer sobre isso. Guillermo Del Toro quase parece pressupor que o espectador precisa de um terceiro olho "zen" para capturar a essência verdadeira enterrada dentro de margens arquetípica do filme. Como Derrida colocou, os significados mais importantes não estão no texto em si, mas "à margem", ou como um subtexto. Em outras palavras, os cientistas e os secularistas precisam deixar o teatro. Quando Ofélia retorna o olho da estátua ao seu devido lugar, a sua fantástica jornada começa imediatamente. Seus olhos lhe permitem ver as coisas visíveis e invisíveis, reais e irreais, isso contrasta fortemente com o vilão fascista, o Capitão Vidal, um homem que fura os olhos dos outros e não crê no que não pode ser visto fisicamente. "
- Idem
A importância do olho é de extrema importância no simbolismo oculto e pode ser datada para o antigo Egito com o mito do olho de Horus "que está sendo restaurado por Toth. Enquanto o olho direito está associado com a percepção de informação concreta e factual (o lado masculino do cérebro), o olho esquerdo de Hórus percebe a mística, espiritual e da intuição (o lado feminino do cérebro). Ao colocar o olho de volta em seu lugar, Ofélia restabelece o equilíbrio de suma importância necessária para embarcar em sua transformação alquímica.
Ofelia logo percebe, contudo, que os adultos em torno dela certamente não acreditam no que não pode ser visto fisicamente, tornando sua busca muito solitária.
O Opressivo Pai Ditador e o Complexo Cronus

Capitão Vidal amaldiçoando a Ofelia
Assim que ela chegou ao acampamento de guerra, Ofelia encontra-se com seu novo padrasto, o cruel e sádico Capitão Vidal. O personagem é uma representação do fascismo espanhol e, num nível filosófico, do mundo material opressivo que a maioria das pessoas permanece em sem questionar, que proíbe a emancipação completa do ser. Este fenômeno é conhecido como "Cronos Complex", Cronos é a figura mitológica grega que representa a morte, tempo e colheita.

Cronos devorando um filho de Goya
"O Complexo de Cronos não é uma tendência assassina por assim dizer, uma vez que Cronos não só se livrou de sua descendência, mas um processo destrutivo ingestivo, o que dificulta a capacidade da criança de existir separada e autônoma do pai. Em consumir a criança, Cronos não visa apenas a aniquilá-lo, mas fazê-lo parte de si mesmo. Segundo Bolen, desde os tempos antigos, o Complexo de Cronos é uma tendência do sexo masculino através do qual as culturas orientadas têm mantido o poder. Isso é evidente em sistemas como o fascismo, uma das mutações mais radicais do patriarcado."
- John W. Crandall, O Complexo de Cronos
Cronus é também conhecido como "tempo do pai". Capitão Vidal muitas vezes aparece olhando para o relógio. Ofélia e todos ao seu redor é aterrorizada pelo Capitão Vidal, mas, a fim de completar sua iniciação, Ofelia terá de emancipar-se desta figura do pai opressor e, principalmente, entrar em contato com seu lado mágico feminino e oprimido. Restabelecer o equilíbrio da dualidade é um passo necessário na transformação alquímica
O Fauno e seu labirinto

Desgostosa com sua nova vida, Ofélia é levada por uma fada a um labirinto coberto onde os Faunos saem das sombras. Quando ela lhe perguntou "Quem é você?", Ele responde: "Eu fui chamado de tantos nomes que apenas o vento e as árvores podem pronunciar. Eu sou a montanha, a floresta, a terra. . ... Eu sou um fauno "Ele continua:" Foi a lua que te trouxe. E o seu verdadeiro pai aguarda seu retorno, mas, primeiro, precisamos ter certeza de que você não se tornou "mortal.
Na mitologia antiga, faunos, sátiros e o deus grego Pan foram um pouco semelhante pois todos têm os traseiros, pernas e chifres de um bode. Pan é um protótipo de energia natural e é, sem dúvida, uma divindade fálica, representando o poder de impregnação do sol. O fauno se torna uma espécie de guia espiritual de Ofélia, ajudando-a através do real e figurativo labirinto que ela deve passar. Apesar da aparência monstruosa do fauno, que leva os espectadores a pensar na primeira vez que ele é o "cara mau", ele na verdade é o único ser na vida de Ofélia que entende seu desejo de se tornar "mais" e alcançar seu pleno potencial. O "bandido" real do filme não é a criatura horrível, mas o cruel padrasto.
O Labirinto
src="https://1.bp.blogspot.com/_gwHl48STRVQ/TKNEBNAPBtI/AAAAAAAABw4/82uyevdnDko/s320/lab1.jpg" width="320" />
"Labirintos foram locais de iniciação entre os muitos cultos antigos. Restos desses labirintos místicos foram encontrados entre os índios americanos, hindus, persas, egípcios e gregos. "- Manly P. Hall, Ensinamentos Secretos de Todas as Idades
Encontrado nos ritos de iniciação de muitas civilizações antigas, labirintos eram um símbolo da envolvimentos e ilusões do mundo inferior através da qual vagueia a alma do homem na sua busca da verdade. O Labirinto do Fauno é mais um figurativo, como Ofélia deve evitar as armadilhas e os becos sem saída do mundo material, a fim de se reencontrar com seu verdadeiro pai.

A Primeira Tarefa: Encontrar o Sagrado Feminino
A primeira tarefa dada pelo Fauno à Ofélia é recuperar uma chave de um sapo gigante que sugará a vida de uma figueira antiga. Ali começa a busca do "retorno ao útero" e reacende os oprimidos do feminino. O interior da árvore está úmida, simbolizando novamente o útero doador da vida. A árvore em si parece um útero.

Ofelia vestindo uma versão preta do vestido de Alice no País das Maravilhas. Além disso, a imagem de um útero, no caso de você esqueceu o que se parece.

O trauma de Ofélia / fascínio com o princípio feminino se expressa muitas vezes no filme, principalmente através de sua mãe fraca e grávida que, em última análise, tem que dar sua vida para dar à luz. Em uma cena perturbadora, Ofélia vê em seu Livro da Encruzilhada o esboço de um útero que se torna vermelho, prevendo as complicações de sua mãe.
A Segunda Tarefa: O Homem Pálido
Tendo concluído com êxito a primeira tarefa, Ofelia recebe uma segunda missão do fauno que é a recuperação de uma adaga do Homem Pálido. Há, porém, uma condição importante: Ela não pode comer nada lá.

O Homem Pálido imóvel com seus olhos em uma placa na frente dele
O Homem Pálido é uma criatura grande flácida sentado em frente a um grande banquete. Olhando ao redor, Ofélia vê pilhas de sapatos e representações do Homem Pálido comendo crianças, que é, mais uma vez lembrado da descrição de Goya de Cronos. O Homem Pálido é uma representação brutal do poder opressivo do mundo de Ofélia - Capitão Vidal, espanhol fascismo e a Igreja Católica. Para promover essa comparação, uma cena em que Vidal janta com seus convidados, incluindo um sacerdote católico, é mostrada em paralelo, para que ninguém se atreva a questionar os motivos cruéis do Capitão.
Ofelia consegue recuperar o punhal, mas sim na sua saída, não pode resistir à tentação de comer uma suculento uva grande, simbolizando a riqueza acumulada pelos números Cronos. Isso desperta o homem pálido, que imediatamente coloca seus globos oculares em suas mãos e começa a perseguir Ofélia.

O homem tem, é claro, os olhos nas mãos, representando o fato de que ele só vê o que é palpável. Ele pode representar possíveis estigmas.
Ofelia consegue escapar o homem pálido, mas a que custo?
A terceira tarefa: O Último Sacrifício
O fauno ficou furioso com Ofélia por não ceder às tentações do mundo material e questionou a sua dignidade para se tornar uma verdadeira imortal. Ele, portanto, deixa-a em frieza do mundo real, onde Ofélia tem de passar por uma guerra, tormento e tristeza. Logo após a morte da mãe de Ofélia, no entanto, o fauno reaparece, para grande alegria da menina. Ele lhe permite completar o seu iníciação, mas exige a sua completa obediência. Por sua tarefa final, o Fauno pede Ofélia para trazer seu irmão recém-nascido para o labirinto à noite durante a lua cheia, o horário nobre para completar a transformação espiritual no ocultismo.
Ofélia deve roubar o bebê de Capitão Vidal, drogando-o e corre para o labirinto, onde o fauno espera por ela.

O fauno aguardando Ofelia, segurando o punhal
O fauno pede Ofélia para lhe dar o bebê para que ele possa picar-lhe o punhal e obter uma gota de sangue dele. Ofélia se recusa. O fauno perde a paciência e lembra a ela que ele precisa de sua total obediência, mas ela se recusa. Neste ponto, o Capitão Vidal encontra Ofélia, a quem, no seu ponto de vista, está falando consigo mesma (como ele não pode ver o fauno). Ele leva o bebê dela e atira.

Ofelia fica sangrenta no chão após ser baleada pelo Capitão Vidal
Gotas de sangue de Ofélia caem no labirinto, fazendo assim, a realização da tarefa final necessária para a sua iniciação: auto-sacrifício.
A Iniciação
Enquanto vemos que Ofelia sangrenta no chão, ela também é mostrado em outra esfera, o Submundo, reunindo-se com seus pais verdadeiros.

Ofélia se reuni com seus pais, que simboliza a sua iniciação bem sucedida
O palácio tem toda a forma de uma vesica piscis, um símbolo oculto antigo representando a vulva, a entrada do útero e a porta de entrada para outro mundo. Em três pilares, o pai, a mãe e a futura princesa irá completar a trindade do Submundo. O fauno parabeniza Ofelia, dizendo que ela fez bem em ir contra suas ordens e sacrifica sua vida para proteger seu irmão inocente. De fato, uma forte vontade, sacrifício e renascimento são necessários para a realização de uma iniciação nos mistérios ocultos.
Ofélia é, então, mostrada novamente deitada no chão com sangue, fazendo com que os espectadores se perguntem: será que isso realmente aconteceu ou é tudo na imaginação da menina?
Em Conclusão
O Labirinto do Fauno descreve a busca de uma jovem incapaz de lidar com a dureza do mundo físico, onde a desumanização e a repressão esmaga seu espírito inocente e brincalhão. Tem sido demonstrado que as crianças muitas vezes psicologicamente respondem a uma realidade insuportável de dissociar-se em um mundo de fantasia, onde a aventura, magia e maravilhas são encontradas. Ofélia é muitas vezes lembrada por sua mãe que "não existe mágica e mais ninguém". O mundo mágico no entanto parece existir além da imaginação de Ofélia. Um exemplo é a planta mística dada pelo fauno, o Mandrake, que curou a mãe de Ofélia de seu males, até que encontrou debaixo da cama e, não gostando disso, queimou.

Ofelia com a Mandrake, a "planta que queria ser um homem". Sua presença no filme é um lembrete de que toda a magia não é contos de fadas e que o conhecimento oculto pode ter aplicações na vida real.
A mandrágora (Mandrake) é uma planta importante na tradição do ocultismo, principalmente devido ao fato de que suas raízes são muitas vezes a forma de um corpo humano, com braços e pés.

A mandrágora em documentos antigos
"As propriedades ocultas do Mandrake, mas pouco entendida, tem sido responsável pela aprovação da planta como um talismã capaz de aumentar o valor ou a quantidade de qualquer coisa com a qual estava associada. Como um amuleto fálico, a mandrágora era considerada uma cura infalível para esterilidade. Foi um dos símbolos fálicos que os Cavaleiros Templários foram acusados de adorar. A raiz da planta parecida com um corpo humano e muitas vezes deu os contornos da cabeça humana, braços ou pernas. Este semelhança fascinante entre o corpo do homem e do mandrágora é um dos enigmas da ciência natural e é a base real para a veneração em que esta planta foi realizada. Em Ísis, Senhora Blavatsky assinala que a mandrágora parece ocupar a terra do ponto onde os reinos vegetal e animal se encontram, como o zoophites e mar pólipos fazendo morrer. Esse pensamento abre um vasto campo de especulação sobre a natureza desta planta-animal ".
- Manly P. Hall, Os Ensinamentos Secretos de Todas as Idades
Este filme é um mundo de opostos e reversões: realidade versus ficção, bem contra o mal inocência, versus a idade adulta, masculino versus feminino mundo superior, contra submundo etc. Mesmo o próprio termo pode ser interpretado de duas maneiras opostas: ou Ofelia criou um conto de fadas em sua cabeça para escapar da vida real e, finalmente, cometeu uma forma de suicídio ou ela é simplesmente um ser desperto, que viu o que as massas ligada ao mundo material não pode ver e finalmente terminou seu processo de iluminação para se tornar um verdadeiro imortal. A história também é uma inversão do paradigma usual para a auto-realização: a transformação de Ofélia acontece nas sombras e no escuro, enquanto a iluminação, como o nome diz, é associado à luz, iluminação de Ofélia acontece no submundo enquanto a transformação espiritual é geralmente associada com "os céus"; o iniciador de si mesmo, Pan, é uma divindade conhecida por embriagar-se na floresta e brincar com ninfas, enquanto a iluminação se baseia no domínio de seus impulsos mais baixos; a realização da iníciação de Ofélia exige que ela rasteje na lama, ser perseguida por um homem pálido e, finalmente, derrame seu sangue, enquanto o caminho habitual para a iluminação é baseado no mestre de virtude própria e não corrompida. Então qual é o verdadeiro destino de Ofélia? Como a última linha dos estados do filme: as pistas para a resposta pode ser encontrada por aqueles que têm olhos para ver.
Fonte: VigilantCitizen